“O Olhar de Quem Fica” – Confira o depoimento de Juliana de Alexandria sobre a preparação e o processo de candidatura de sua filha Luiza

Daquiprafora é uma consultoria educacional e de desenvolvimento que prepara estudantes para o processo seletivo de universidades nos Estados Unidos e Canadá. Entendemos que o projeto de fazer faculdade fora é familiar -para nós, a partir do momento em que o aluno decide que irá fazer faculdade fora do Brasil, sua rotina mudará durante todas etapas desse processo daquele momento em diante – assim como a da família!

Para os alunos, estudar fora é uma grande oportunidade de desenvolvimento profissional e pessoal, principalmente por poder ter a chance de estudar nas melhores universidades do mundo e poder conviver com diferentes situações, rotinas e culturas. Para quem fica, é enxergar novas possibilidades para os filhos e para a família ao lidar com cada etapa que o filho irá passar, permitindo-lhes crescer.

BAIXE NOSSO E-BOOK E DESCUBRA AS VANTAGENS DE FAZER FACULDADE NO EXTERIOR!

Na Daquiprafora, procuramos dar atenção não somente as necessidades dos alunos, mas também procuramos entender como os pais estão lidando com essas mudanças. O “Início da Jornada”, nosso evento de começo de preparação para o processo de candidatura, possui especiais atividades focadas para os pais, para entender suas percepções e necessidades. Uma das nossas iniciativas favoritas, o Daquiprafora Pais é uma associação em que colocamos em contato todos os pais e mães de alunos que estão prestes a iniciar os estudos no exterior ou que já estão lá – promovendo inclusive eventos presenciais no estilo bate-papo para dividir opiniões, dúvidas e conquistas em momentos chave para as famílias.

A essência de nosso trabalho está na satisfação de nossos clientes, como é o caso de Juliana de Alexandria. Mãe da Luíza, aluna da Temple University, Juliana nos contou como foi a preparação de sua filha pra alcançar o sonho de fazer faculdade fora do Brasil, e quais caminhos Luíza teve de percorrer para chegar lá!

Confira abaixo o depoimento de Juliana de Alexandria sobre a preparação e o processo de candidatura de Luíza. Obrigado pelo carinho e pelas palavras Juliana!


“A Luíza conheceu a Daquiprafora em um evento no colégio dela, o Lourenço Castanho, chamado “Jornada das Profissões”, cujo um dos estandes era dedicado a estudos no exterior. Por ter estudado em escola bilíngue desde os 2 anos de idade, a Luíza sempre teve o desejo de estudar fora do Brasil. Como achávamos que intercâmbio para aprender inglês não seria necessário, a Luíza entendeu que a melhor opção seria se preparar durante o ensino médio no Brasil para fazer faculdade no exterior. Antes de conhecer a Daquiprafora, nós achávamos que fazer faculdade nos Estados Unidos era meio que um sonho impossível, achávamos que iria ser dificílimo. Após conversar com o Felipe Rosário, a Luíza ficou sabendo um pouco mais sobre essa possibilidade, sobre não ter essa dificuldade toda que todos pensam, e me convenceu a agendar uma conversa para discutir a possibilidade. Após o Felipe nos explicar detalhadamente o que teria de ser feito, decidimos iniciar o trabalho quando ela completasse 16 anos, através do programa de preparação antecipada Early Guidance”

A preparação da Luíza para o SAT foi feita inicialmente com o FK Partners e posteriormente com a professora Karine Dombi. Como era fluente, Luíza fez apenas duas aulas de preparação para o TOEFL. Ela realizou três vezes o SAT e uma vez o TOEFL, e a preparação para esses exames foi fundamental para que ela alcançasse a nota necessária para ser aprovada nas universidades que pretendia.

 

O processo de escolha das universidades se iniciou desde o Early Guidance, em que tentamos montar uma estratégia de preparação para algumas universidades que tinham o perfil mais próximo com o que a Luiza gostaria. Quando a Luiza chegou no terceiro ano, o processo de escolha das faculdades se iniciou propriamente. Tivemos várias reuniões e montamos algumas listas de faculdade, até Luiza definir quais seriam as universidades perfeitas para ela. Tivemos apoio total da Daquiprafora nessa fase, em que nos foram informados todos os detalhes sobre cada universidade, as chances de admissão da Luiza, iniciando o processo de candidatura.

Quando a coordenadora acadêmica montou a última lista, tivemos o primeiro contato a Temple University, que até então não conhecíamos. A Luíza foi pesquisar mais sobre a universidade e sentiu uma grande conexão com ela, então foi muito fácil para a Luíza decidir para qual universidade ela iria depois de terem saído os resultados de admissão.

O papel da Daquiprafora foi fundamental para que Luíza conseguisse ser aprovada na Temple University. Nós não conseguiríamos ter feito todo o processo de candidatura sozinhas! Eram muitos detalhes, muitos documentos! A Luíza foi muito bem preparada no Early Guidance para que tivesse um ótimo perfil e toda a documentação necessária pronta para iniciar o seu application. Recebemos um acompanhamento excelente nas redações, feito pelo Ryan, e a Daquiprafora organizava tudo conosco com muita antecedência. Para o aluno, é um pouco estressante ter de lidar com o ensino médio e pensar em todos esses detalhes do processo de candidatura, e nós pais carregamos um pouco desse estresse. Eu não imagino que tudo isso teria se tornado possível sem o apoio da Daquiprafora!

Além de todo o acompanhamento feito durante o processo de candidatura, eu ainda me sinto muito tranquila em poder contar com o acompanhamento do Departamento de Apoio e Desenvolvimento (DAD): a consultoria não se resumia só em mandar o aluno para lá e pronto, e sim, ter pessoas que estão disponíveis para ajudar a Luíza e a mim durante o período de faculdade.

Somos muito gratas a Daquiprafora e esperamos que outras famílias possam compartilhar da satisfação que tivemos com a consultoria para fazer faculdade no exterior!



Comentários