Universidade no Exterior: como escolher para quais se candidatar - Daqui pra Fora | Faculdade nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido

Universidade no Exterior: como escolher para quais se candidatar

Uma das grandes vantagens de fazer faculdade no exterior é a enorme rede de opções de universidades que existe lá fora, principalmente nos Estados Unidos, no Canadá e no Reino Unido. Sem dúvida, o número de instituições de alto nível é um dos principais atrativos para os estudantes. Das 100 melhores universidades do mundo, segundo o reconhecido ranking Times Higher Education, 56% delas ficam distribuídas nesses três países.

Justamente por haver tantas alternativas, é fundamental saber exatamente para onde se candidatar, escolher as universidades que realmente estejam alinhadas com o seu perfil. Há vários aspectos que precisam ser levados em conta para acertar, tanto no que diz respeito às chances de ser aceito, como em se sentir bem e no lugar certo durante o curso.

Com centenas de opções à frente, criar de uma boa lista de universidades para aplicar não é uma tarefa fácil, mas é, sem dúvida, um dos principais pontos na estratégia de candidatura para as universidades no exterior. Afinal, se o alvo não for correto e preciso, o esforço pode ser desperdiçado.

O que levar em conta na hora de escolher onde aplicar

É muito importante focar a candidatura em instituições que se encaixem no seu perfil, buscando destinos que estejam alinhados com o seu jeito de ser, de estudar, de se relacionar e que também estejam ao alcance do investimento previsto pela família.

Para isso, vale a pena refletir sobre alguns aspectos e definir, entre eles, quais são suas prioridades.

· O país onde quer estudar
· A localização da universidade
· O tamanho da cidade
· O tamanho da universidade
· A qualidade e estilo acadêmico
· Os cursos oferecidos
· O grau de internacionalização da instituição
· Seu estilo de vida
· Atividades sociais locais

Pensar sobre cada um destes pontos e estabelecer quais deles são mais importantes ou menos importantes para você permite eliminar algumas possibilidades e focar em outras.

A definição das universidades vai direcionar a candidatura

Elaborar uma boa lista de universidades é o primeiro passo na elaboração da candidatura, que envolve várias etapas. Ela vai ajudar a definir toda a estratégia a ser utilizada. E uma boa estratégia com certeza aumenta as chances de aprovação.

A partir dessa definição, por exemplo, o aluno vai direcionar como escrever seus personal statements, vai se engajar em atividades extracurriculares que sejam mais relevantes para aquelas universidades e vai escolher os professores mais adequados para escrever as cartas de recomendação (de acordo com o perfil acadêmico da instituição e do curso).

Orientação para elaborar a lista das universidades

Selecionar as universidades e elaborar uma lista para onde aplicar exige muitas horas de dedicação pesquisando nos sites de cada universidade. Além de serem inúmeras opções, a quantidade de informação nos sites é muito grande.

Os critérios de avaliação ainda podem mudar de universidade para universidade. Além disso, é importante saber que cada país dá importância diferente a cada etapa do processo e muitas vezes solicitam documentos diferentes.
Por isso, contar com uma equipe de especialistas nesse momento pode fazer toda diferença.

A Daqui pra Fora tem equipes especializadas em identificar o perfil do aluno e cria, junto com ele, uma lista de, em média, 126 ou mais opções de universidades que se alinham com os interesses e com as possibilidades de investimento de cada um.

São profissionais que estão sempre em contato com as faculdades, que conhecem a fundo cada uma delas e seus requisitos e que podem te orientar para otimizar sua pesquisa, dando dicas sobre quais informações buscar e onde encontrá-las.

Conhecendo o perfil do candidato (baseado inicialmente em desempenho acadêmico, resultado dos testes, orçamento da família, atividades extracurriculares e necessidade de bolsa de estudos), a equipe de especialistas da Daqui pra Fora elabora uma primeira lista de opções para cada aluno. A partir daí, o aluno entra com suas preferências pessoais (aquelas mencionadas acima).

A lista sempre contém opções mais competitivas e outras mais seguras, mas todas as opções apresentam chances reais de aprovação.

Esta lista ainda é revisada várias vezes pelo candidato e pela família, até que se chegue à versão final, condizente com a estratégia de application.

A orientação especializada é muito importante, já que os profissionais têm muita experiência na identificação de perfis dos candidatos e também conhecem a fundo as características das universidades. Além de trazer um resultado mais preciso, esse tipo de assessoria agiliza o processo e evita o enorme trabalho do aluno de ter que ficar procurando site por site as informações das universidades.

Para saber mais sobre como funciona este serviço tão importante no processo de application, entre em contato conosco pelo nosso WhastsApp.



Comentários