Você conhece as organizações estudantis nos EUA? - Daqui pra Fora | Faculdade nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido

Você conhece as organizações estudantis nos EUA?

As organizações estudantis nos EUA fazem parte da rotina das universidades americanas e, frequentemente, podemos vê-las representadas em filmes e séries de TV — por essa razão, é comum que as fraternidades despertem o interesse dos brasileiros.

Tais ambientes possibilitam que os estudantes se engajem em atividades e interesses comuns, o que pode proporcionar diversas vantagens, como desenvolvimento de liderança e promoção de networking.

Se você deseja saber mais sobre o tema e conhecer sobre as organizações estudantis nos EUA, acompanhe o post que vamos apresentar todos os detalhes!

Como funcionam as organizações estudantis nos EUA?

As organizações estudantis fazem parte de uma prática acadêmica muito antiga nos Estados Unidos e, apesar de filmes e séries passarem uma imagem de que elas são feitas apenas de festas, isso não é verdade.

No Brasil, os universitários também costumam se reunir em grupos com gostos semelhantes, tanto por meio de diretórios acadêmicos, que representam os interesses dos alunos, como pela participação em atléticas, para as pessoas que praticam algum esporte, ou até mesmo em equipes de trabalho e pesquisa.

Nos Estados Unidos, ocorre de forma semelhante, contudo, com mais intensidade, pois há uma enorme variedade desses grupos e os estudantes sofrem um grande incentivo para participarem de atividades extracurriculares, uma vez que a interação com a comunidade que as organizações estudantis proporcionam é fundamental para a experiência universitária.

As fraternidades para os homens, e irmandades, no caso das mulheres, são exemplos de organizações estudantis. Essa distinção entre os sexos existe, pois, no início da história universitária nos Estados Unidos, apenas os homens podiam frequentá-las. Assim, quando as mulheres passaram a serem aceitas nas instituições de ensino superior, elas criaram as irmandades, em inglês sororities, a versão feminina das fraternidades que só permite a entrada de integrantes do sexo feminino.

Assim, as fraternidades e irmandades são associações de jovens estudantes que se reúnem em razão de um interesse comum, como área de estudo, nível social, cultura, passatempo ou esporte e, em geral, as organizações estudantis têm grande importância na vida acadêmica de um estudante.

Existem organizações estudantis de todos os tipos, desde as que discutem temas sérios e relevantes, como questões políticas e raciais, como aquelas que buscam apenas reunir pessoas com interesses em comum, como os apreciadores de chá. 

Os grupos de esportes também são comuns, uma vez que faz parte da cultura americana assistir aos jogos e até mesmo participar das torcidas. Existem ainda diversas fraternidades curiosas, como as de Quadribol, modalidade inspirada no esporte que os bruxos praticam na saga Harry Potter, ou o Clube da Felicidade, que busca reunir o que a ciência diz sobre o tema.

Em razão da grande quantidade de organizações estudantis, é comum que os estudantes se identifiquem com diferentes grupos, no entanto, é preciso tomar cuidado no momento de escolher de quais fraternidades deseja participar para que seu desempenho em sala de aula não seja prejudicado em razão das atividades de diversas equipes.

Qual é a importância das organizações estudantis para os americanos?

Em geral, as universidades costumam se orgulhar de suas comunidades que têm grande importância para os americanos. Por essa razão, muitas vezes as organizações estudantis são apoiadas pelo governo e por empresas locais.

Além disso, os campi das universidades costumam contar com diversos ambientes, como academia, centro de fitness, piscina e quadras esportivas, o que permite que as organizações estudantis se reúnam e pratiquem atividades atléticas, culturais e recreativas.

Assim, as organizações estudantis não são vistas como algo pequeno ou irrelevante pelos americanos, muito pelo contrário, pois tais instituições têm grande importância para a integração dos alunos e contribuem de maneira relevante para a formação acadêmica, sendo que são, inclusive, consideradas como parte importante da experiência universitária.

Quais são as vantagens de estudantes estrangeiros participarem das organizações?

Para um aluno estrangeiro, participar das organizações estudantis nos EUA pode ser ainda mais relevante, pois o ambiente permite interação com outros alunos de diversas nacionalidades e com a comunidade local. Além disso, por se tratar de um grupo que já conta com uma identidade pré-estabelecida, em geral costuma ser muito mais fácil de se entender e fazer amizades com os integrantes que participam de uma equipe com características semelhantes às suas.

As fraternidades também são importantes pois não servem apenas como um lugar de estudos, trata-se de um local em que se aprendem lições que podem ser utilizadas até mesmo na vida pessoal e não somente acadêmica, uma vez que as organizações realizam eventos, fazem trabalhos voluntários, organizam grupos de estudos, entre outros.

Além disso, os companheiros de fraternidade são uma companhia constante durante todos os anos de estudo em uma universidade no exterior e podem se tornar até mesmo amigos para o resto da vida, pois é comum que as pessoas criem laços muito grandes dentro das organizações estudantis.

Outro grande benefício que o estudante estrangeiro tem ao se associar a uma organização estudantil é o contato com diferentes pessoas, de diversas origens e personalidades. Tal diversidade aumenta a sua habilidade em lidar com as diferenças, item fundamental na carreira profissional, uma vez que hoje em dia muitas empresas buscam ambientes de trabalho diversificados.

Essas amizades podem ainda ser um ponto positivo profissionalmente, pois permitem o contato do estudante com diversas pessoas, o que facilita e promove o networking, podendo gerar boas oportunidades profissionais no futuro.

Assim, participar das fraternidades ou irmandades faz com que os alunos tenham contato e interajam com pessoas novas e, dessa maneira, passem a se sentir como se pertencessem a este novo local. Acima de tudo, afiliar-se a uma organização estudantil faz com que o estudante tenha oportunidade de aprender mais sobre seus próprios objetivos e qualidades.

Como vimos, as organizações estudantis nos EUA têm grande importância na vida acadêmica de um estudante no exterior, uma vez que a interação que as fraternidades proporcionam é fundamental para uma experiência universitária completa.

Se você se interessou sobre o tema e deseja estudar em uma universidade americana, continue a visita no nosso blog e veja como é a faculdade de Publicidade nos Estados Unidos!



Comentários