Conheça 6 brasileiros que fizeram faculdade em Harvard - Daqui pra Fora | Faculdade nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido

Conheça 6 brasileiros que fizeram faculdade em Harvard

Fazer uma universidade fora do Brasil é um privilégio para poucos e uma oportunidade única. Imagine, então, estudar na mais antiga e prestigiada faculdade dos Estados Unidos? Essa, por incrível que pareça, foi a realidade vivida por algumas pessoas: os brasileiros em Harvard.

Em meio a tantos nomes importantes nas mais diversas áreas, como é o caso de Mark Zuckerberg, Natalie Portman, Al Gore e Bill Gates, parece impossível imaginar que nossos conterrâneos façam parte da lista de alumni de uma instituição como Harvard, não é mesmo?

Hoje em dia, com a globalização crescente e os constantes programas de internacionalização das universidades (inclusive as que fazem parte da Ivy League), viver a experiência universitária norte-americana se tornou um plano cada vez mais palpável. Com algum planejamento e muito esforço, é possível conquistar esse passo e fazer parte desse seleto grupo.

Mas afinal, quem são esses brasileiros? Quais foram os seus feitos durante e após a universidade? Continue a leitura e confira a história de pessoas que tiveram a chance de estudar em uma das melhores faculdades do mundo e de representar, nas terras do Tio Sam. o nosso país!

1. Jorge Paulo Lemman

Nascido em 26 de agosto de 1939, na cidade do Rio de Janeiro, o empresário e empreendedor Jorge Paulo Lemman tem origem brasileira e suíça. Ele estudou economia na Universidade de Harvard e hoje figura na lista de pessoas mais ricas de todo o planeta.

Fundador da empresa de laticínios Leco e com o nome ligado às Lojas Americanas, esse empreendedor adquiriu muito de sua visão de mercado ao estudar em Harvard. Hoje, o empresário atua no patrocínio de uma série de instituições ligadas à educação e aos esportes (especialmente o tênis, do qual ele foi jogador).

2. Eduardo Saverin

Nascido na cidade de São Paulo em 19 de março de 1982, você provavelmente já ouviu falar sobre Eduardo Luiz Saverin, mesmo que ainda não se lembre disso. Esse empreendedor é um dos nomes responsáveis pela elaboração do Facebook, junto com Mark Zuckerberg.

Retratado pelo ator Andrew Garfield no drama ‘’A Rede Social’’, de 2010, Eduardo teve uma ativa participação na formação da maior rede social dos dias atuais. Isso gerou, posteriormente, uma série de brigas na justiça pelos ganhos do site. Em Harvard, Eduardo cursou economia.

3. Renan Ferreirinha

Um dos mais jovens nomes a figurar a nossa lista, Renan Ferreirinha nasceu no estado do Rio de Janeiro e foi candidato a Deputado Estadual pelo estado nas eleições de 2018. As principais bandeiras levantadas pelo jovem diziam respeito à democratização da educação e ao aumento da visibilidade das pessoas mais jovens na sociedade.

A experiência internacional de Renan em Harvard com certeza expandiu os seus horizontes para que tudo isso seja colocado em prática. Em Harvard, Renan escolheu os cursos de Ciências Políticas e Economia, que ampliaram a sua visão política e o seu olhar crítico em relação não só ao Brasil, mas a toda a conjuntura política do planeta.

4. Larissa Maranhão

A alagoana Larissa Maranhão é um exemplo de perseverança e mostra que insistir em seus objetivos é fundamental para alcançá-los. A jovem foi rejeitada por Harvard em sua primeira tentativa de ingresso na universidade mas persistiu e hoje faz parte da seleta lista de alumni dessa instituição.

Apesar de já ter sido aceita (e estar, inclusive, matriculada) na Universidade Federal do Rio de Janeiro, Larissa sonhava em estudar em Harvard e não descansou até receber a carta de aprovação.

Assim como outras pessoas de nossa lista, a jovem de Alagoas decidiu estudar Economia nos Estados Unidos. Esse é um curso em expansão cada vez mais significativa e que tem tudo para se tornar uma das áreas mais fundamentais nos próximos anos!

5. Pietro Leite

Pietro Leite é outro exemplo de força de vontade e da importância de um planejamento cuidadoso para entrar em universidades concorridas como Harvard. O jovem, que fez um extenso preparo para o processo seletivo, fala da importância da ajuda especializada para conquistar esse objetivo.

Para ele, o planejamento é fundamental. Assim como a Larissa, o Pietro fez um trabalho que durou anos, desde o seu ensino médio (que deve ser bem fundamentado, com bases sólidas e muito estudo) até o momento da tão sonhada aprovação.

Por isso, lembre-se que estudar em Harvard é possível, desde que você comece o quanto antes a se preparar e siga à risca as recomendações de seu orientador. Afinal, são muitos testes e etapas até a chegada da carta que mudará a sua vida!

6. Tábata Amaral de Pontes

Por fim, citaremos a história de Tábata Amaral de Pontes, uma das mais jovens Deputadas Federais do Brasil. Nascida em 14 de novembro de 1993, na periferia de São Paulo, em uma região pobre na zona sul, Tábata persistiu e chegou ao ponto de ser uma estudante da Universidade de Harvard.

Tendo sua educação em escola pública, a jovem precisou ralar muito para alcançar os seus colegas em termos de conteúdo. No entanto, a sua disciplina foi fundamental para garantir a tão sonhada vaga nessa universidade, onde cursou Ciências Políticas e Astrofísica.

Hoje, eleita como a sexta deputada mais votada pelo estado de São Paulo, Tábata tem um árduo trabalho pela frente: o de mostrar como a educação pode efetivamente mudar o mundo e inserir políticas que democratizem o ensino para camadas mais pobres, fazendo com que, no futuro, outros jovens periféricos tenham a mesma oportunidade que ela teve.

E aí, gostou de conhecer um pouco sobre os brasileiros em Harvard? Que tal fazer parte dessa lista em uma publicação futura? Para isso, inicie o quanto antes a sua preparação e conte com a orientação de uma equipe especializada, que fará com que as suas chances de entrar em uma faculdade renomada sejam muito maiores!

Para ficar sempre por dentro de nossas publicações e de todas as novidades, é muito fácil: basta assinar a nossa newsletter! Com ela, você receberá as próximas postagens diretamente em seu e-mail, sem precisar checar o blog para saber se algo foi publicado. Até a próxima!



Comentários